Direito médico preventivo: como você médico deve se proteger

texto escrito direito médico preventivo e ao fundo um médico com segurando um martelo de juiz

Nos últimos anos, os processos judiciais relacionados a erros médicos estão crescendo, demonstrando que cada vez mais é necessário, para o médico, se proteger juridicamente. Afinal, erros podem acontecer.

Porém, outras vezes não são erros médicos que motivam um pedido de indenização, por exemplo, e sim o descontentamento de um paciente ou até mesmo problemas de comunicação e no relacionamento profissional entre médico e paciente.

Para proteger o médico de tudo isso, surge o direito médico preventivo. Mas, como ele funciona, e qual a sua importância?

Entenda sobre isso logo abaixo e confira também como essa área do direito auxilia você a prevenir processos judiciais e ter uma carreira mais sólida e segura!!

O que é o direito médico preventivo?

O direito médico preventivo é a área jurídica que atua para encontrar alternativas para reduzir e evitar conflitos e litígios envolvendo médicos e outros profissionais da área da saúde, e seus pacientes.

Isto é, ela tem como um dos principais objetivos gerar maior proteção jurídica aos profissionais.

Nesse sentido, o direito médico traz uma série de benefícios aos profissionais. Primeiramente, o suporte de um advogado especialista nessa área auxilia diretamente na preservação da reputação e da imagem do seu cliente.

Esse suporte jurídico também reduz os riscos financeiros decorrentes de indenizações, que podem ser expressivas e gerar um grande abalo financeiro ao profissional da saúde.

E claro, o direito médico preventivo também tem uma função crucial de evitar processos éticos-profissionais, que podem gerar punições graves, como a suspensão ou até mesmo a perda da licença médica.

Qual a importância do direito médico preventivo?

Para os profissionais da saúde, essa área do direito tem uma importância enorme, pois ela serve como uma rede de proteção na atuação profissional, sendo fundamental principalmente para prevenir e reduzir os riscos de processos judiciais decorrentes de eventuais erros médicos ou do atendimento médico em si.

Ou seja, com a orientação, assessoria e consultoria de um advogado especialista em direito médico preventivo, você passa a estabelecer um relacionamento profissional mais seguro com os pacientes, adquirindo maior tranquilidade para exercer sua profissão.

Como um médico deve se prevenir contra processos judiciais?

balança de justiça dourada, estetoscópio e logo ao lado um martelo de juiz

Com o auxílio de um advogado especialista, o profissional da área da saúde pode se prevenir contra processos judiciais de várias formas. Veja, a seguir, algumas delas:

Documentos adequados

Uma das principais é por meio da análise e readequação dos documentos médicos, dos contratos e prontuários.

Nesse sentido, o advogado pode verificar os contratos que o médico utiliza com seus pacientes, readequar modelos de prontuário e até mesmo criar Termos de Consentimento Livre e Esclarecido para cada um dos procedimentos realizados pelo profissional.

Cada tratamento ou procedimento médico deve ser feito apenas após o paciente ler e assinar a documentação indicada pelo advogado.

Assim, os pacientes têm maior ciência e clareza sobre os detalhes do procedimento, seus riscos e demais informações pertinentes.

Bom relacionamento

Outro ponto fundamental é construir e manter um bom relacionamento com os pacientes, sempre fornecendo um atendimento humanizado, com respeito, e visando estabelecer um vínculo de confiança com cada paciente.

Sendo assim, não basta apenas a parte documental. Ela é apenas a formalização de todas as informações que devem ser transmitidas durante o atendimento médico, garantindo sempre que você está sendo efetivo em informar o paciente sobre os riscos, desvantagens e benefícios de cada intervenção.

Treinamentos da equipe

Ainda, outro ponto de grande importância é assegurar um bom treinamento para toda a equipe que trabalha com o profissional da saúde.

Nesse sentido, o treinamento deve instruir a equipe sobre como acolher os pacientes, a ter uma escuta ativa e sobre os demais detalhes na postura do atendimento, bem como instruir sobre o adequado preenchimento de prontuários e outros documentos médicos.

Afinal, a boa relação entre médico e paciente não é feita apenas dentro do consultório, mas em toda a experiência do paciente com o ambiente da clínica, do hospital ou de outro local de saúde.

Quando contratar uma assessoria médica jurídica?

Após abordar os principais aspectos dessa nova área do direito, fica a questão: quando devo contar com o direito médico e a advocacia preventiva?

A resposta é: se você atua na área da saúde, então deve contratar uma assessoria jurídica o quanto antes.

Isso porque, a atuação da assessoria médica é preventiva. Ou seja, ela não serve apenas para solucionar um problema já existente, e sim evitar que os problemas ocorram.

Portanto, conte com nosso escritório, que possui advogados especializados em direito médico preventivo e de saúde. 

Nossa atuação é voltada à proporcionar o máximo de segurança profissional a você, através da nossa assessoria médica, que fornece orientações valiosas sobre a sua prática médica.

Por meio da nossa atuação, já são mais de R$450,000,00 economizados em indenizações e mais de 600 clientes atendidos ao redor do país.

Confie na nossa experiência e entre em contato para podermos ajudar você a ter mais segurança e tranquilidade no cotidiano da sua profissão!

Proteja-se hoje mesmo!